Dia do Trabalhador
Dia do Trabalhador: o compromisso da PagueVeloz com seus colaboradores
30/04/2020
plataforma de pagamento
Como a plataforma de pagamento impacta no fluxo de caixa do negócio
25/05/2020

Contato recorrente com os clientes requer um bom relacionamento

relacionamento clientes

Que tipo de relacionamento sua empresa tem com os clientes? Responder a essa questão é essencial para que você não seja visto como mais uma empresa, entre muitas, que só sabem enviar mensagens de promoções e vendas o tempo todo

Algumas empresas pensam que relacionamento é “manter contato” com os clientes enviando mensagens, de tempos em tempos, oferecendo promoções ou desejando feliz aniversário. Sejamos francos: isso qualquer programa de computador faz. Só que de maneira fria.

Antes de mais nada, é preciso lembrar que as pessoas, ou seja, seus clientes, também selecionam com quem elas querem manter contato! Caso sua empresa não seja relevante, ela será “riscada da agenda”, sem aviso prévio. Por isso, manter contato é muito mais do que disparar e-mails em datas especiais, pois requer a construção de relacionamentos.

Lembre-se: o bom relacionamento com sua carteira de clientes ajuda não apenas a mantê-los fiéis ao seu negócio, como também pode atrair novos pelo boca a boca. 

Mas será que a minha empresa está sabendo como fazer isso? Estou sendo visto como um contato qualificado para meu cliente, ou apenas mais uma empresa que envia spam?

Vamos descobrir agora mesmo!

Você sabe quem é seu cliente?

Essa pergunta parece óbvia. Mas, acredite, não é. Saber quem é o seu cliente significa entender o que ele precisa, quais são suas demandas, desejos e necessidades, hábitos e, claro, o que faz com que ele vá à sua loja ou empresa, ao invés de ir na do concorrente.

A partir do momento em que você compreende o que seu cliente procura, e até aquelas necessidades que, eventualmente, ainda não foram atendidas, é possível dar um salto de qualidade na forma como você atenderá as expectativas dele. Poderá surpreendê-lo ao oferecer produtos que ele nem imaginava que precisaria, mas que não viverá mais sem.

Um exemplo disso são os smartphones. Até a criação do primeiro, ninguém sentia falta de um. E como eles surgiram? A partir da observação de que as pessoas precisam, cada vez mais, de aparelhos que possam fazer tudo ao mesmo tempo. Um escritório portátil!

Isso veio ao acaso? Não. Demandou muita observação. Hoje, ninguém mais concebe a ideia de que um celular é feito apenas para fazer ligação; precisa ir muito além disso!

Identifique o que os clientes buscam

Quando eu conheço meu cliente, naturalmente saberei o que ele busca na minha empresa.

Pensemos numa oficina em que boa parte dos clientes são homens em busca de personalização do veículo. Será que eles querem apenas “personalizar o carro”? Provavelmente não. Ao personalizar o carro, essas pessoas também querem passar para a sociedade a imagem de que são autênticas, descoladas, cheias de personalidade.

Compreendendo isso, poderá oferecer, na sua oficina, produtos e serviços que têm alguma relação com esse cenário, como chaveiros estilizados, adesivos personalizados, calotas esportivas, entre outros produtos que dialogam com essa nova percepção de negócio.

É agora que entra a próxima etapa do trabalho: a comunicação.

Cada cliente é um cliente

Cada cliente quer um tipo de relação com a empresa. Por isso, é importante distingui-los. Um formulário simples em sua loja ajudaria a fazer uma separação. Por exemplo, você pode perguntar quem se incomoda de receber e-mails semanais, SMS, WhatsApp. Com as respostas em mãos, o passo seguinte é usar o meio mais adequado para falar com cada um.

Se um grupo de pessoas respondeu que não abre e-mails, mas que não se importa em receber um SMS, envie apenas mensagem de texto a esse grupo. E assim por diante. O importante é entender que cada cliente interage de uma maneira, e você deve se adaptar a ele.

Frequência também é outro ponto importante. Pergunte quantas vezes ele considera legal receber uma mensagem. Tem pessoas que não se importam que você envie a elas promoções toda semana. Mas tem as que preferem receber apenas mensalmente. Mais uma vez, você vai ter que respeitar o limite de cada cliente, evitando maiores incômodos.

Tão importante quanto o meio mais adequado e a frequência de envio é o conteúdo. Entregue conteúdos relevantes: dicas variadas, informações culturais, de economia. Isso ajuda a fortalecer o relacionamento. Enviar ofertas é legal? Claro que é. Mas vá além disso. Nem toda mensagem sua precisa ter o objetivo de “vender algo”.

Mais que clientes: parceiros da sua empresa

Para manter um bom relacionamento com seus clientes, você precisa, de uma vez por todas, entender que eles são muito mais do que consumidores: são seus maiores parceiros!

Portanto, trate-os como tal. Para o cliente, você envia promoções, dicas de consumo, etc. Parceiro você dá um passo a mais. Tenta entender o que se passa com ele para, a partir disso, oferecer não apenas um produto ou serviço, mas soluções para seus problemas.

Veja como a PagueVeloz pode te ajudar

A PagueVeloz está empenhada em fortalecer os vínculos da sua empresa com seus clientes. Por isso, disponibiliza uma série de serviços que, quando bem utilizados, elevam o patamar da relação entre você e todos os parceiros do seu negócio.

Não perca mais tempo. Dê um salto de qualidade nos relacionamentos de sua empresa agora mesmo. Acesse: www.pagueveloz.com.br

 

Ebook conta de pagamento