despachante de frotas
A necessidade do atendimento personalizado do despachante de frotas
14/10/2019
presença digital
A importância da presença digital do despachante
28/10/2019

Como é feito o cálculo de juros?

Cálculo de juros

Quando você frequentava a escola, provavelmente aprendeu como calcular juros de uma forma muito fácil. Mas bastou você entrar no mundo dos negócios pra perceber que as coisas são bem mais complicadas…

É o tema mais importante do mundo financeiro. É um conceito básico tanto para investidores quanto para quem vive de vender seus produtos ou serviços. Por isso é tão importante saber como é feito o cálculo de juros.

No primeiro caso, é importante estudar a fundo e dominar todos os aspectos do tema. Mas no segundo caso, não é preciso tanto. Basta ficas atento às taxas na hora de pagar e deixar tudo claro para o cliente na hora de receber.

A maioria das pessoas não faz a mínima ideia de como são calculados os juros, em suas diversas formas. A bem da verdade elas nem imaginam que existem vários tipos de juros.

Por isso é muito comum subestimar o impacto dos juros sobre a economia. Por isso vamos tentar entender, primeiramente, a definição de juros.

Os juros são um excedente pago ao credor (aquele que emprestou o dinheiro), funcionando como uma espécie de remuneração pelo empréstimo.

A taxa de juros é sempre uma porcentagem expressa em dias, meses ou anos. Como, por exemplo:

  • 1,42% a.m. – 1,42 por cento ao mês
  • 3,89 a.t. – 3,89 por cento ao trimestre
  • 18% a.a. – 18 por cento ao ano

Entendendo os tipos de cálculo de juros

Existem dois tipos principais de juros praticados no sistema financeiro. O mais básico é o sistema de juros simples.

Juros simples são cobrados, por exemplo, em compras a prazo, com períodos de tempo mais curtos.

Já os juros compostos são utilizados em empréstimos, dívidas, atrasos de pagamento e financiamentos, entre outros.

Entenda agora porque os juros simples são tão básicos e os juros compostos são os mais comuns.

Juros simples

Imagine que seu cliente fez uma compra de R$1.000,00 parcelada em 5 vezes. A taxa de juros cobrada sobre esta dívida é de 10% a cada mês.

Passado um mês, ele pagará uma parcela de R$200,00 acrescida de R$100,00 de juros. No segundo vencimento, pagará uma nova parcela de R$200,00 com mais R$100,00 de juros. E assim por diante.

Quando quitar todas as parcelas, ele terá pago R$1500,00. De uma forma bem simplificada, que desconsidera taxas, impostos e outros custos, é assim que funcionam os juros simples.

As principais características dos juros simples são:

  • O pagamento é feito periodicamente ao credor;
  • Parecem iguais ao longo do tempo, mas sofrem perdas com inflação e correção monetária;
  • Podem ser comparados a frutos colhidos de uma árvore e consumidos imediatamente.
  • Se colocados num gráfico, os juros serão representados como uma reta (aumento linear)

Juros compostos

Vamos lá de novo. Seu cliente tem com você uma dívida de R$1.000,00. A taxa de juros neste caso também é de 10% ao mês.

Mas neste caso, passado um mês, ele deverá a você os R$1.000,00 de capital inicial mais R$100,00 de juros, totalizando R$1.100,00.

No segundo mês os juros são calculados sobre o montante anterior de R$1.100,00, resultando em R$110,00. A dívida agora é de R$1.210.

Ao final de 5 meses, a dívida estará em R$1.610,51.

Repare como a dívida vai crescendo exponencialmente, se acumulando e ficando maior ao longo do tempo. São os chamados juros compostos, que têm as seguintes características:

  • Pagos ao credor somente no final;
  • Crescem ao longo do tempo, acima da inflação;
  • Podem ser comparados a sementes de frutos plantadas para gerarem mais frutos;
  • Se colocados num gráfico, formam uma curva ascendente (aumento exponencial).

Comparando os tipos de juros

Repare no gráfico abaixo que, para um período de 5 meses, a diferença de R$110,51 entre os juros simples e compostos no exemplo acima parece pequena, mas à medida que o tempo avança, a discrepância aumenta.

juros simples e compostos

Este é o motivo pelo qual o sistema financeiro no Brasil opta atualmente pelo regime de juros compostos, mais rentável.

Eles incidem mês a mês de acordo com o acúmulo do capital somado ao rendimento mensal. Ou seja: juro sobre juro.

Como fazer o cálculo de juros

Existe até uma fórmula matemática para o cálculo dos juros compostos. Ela é expressa da seguinte forma:

M = C * (1 + i)t

  • M é o montante;
  • C é o capital;
  • i é a taxa de juros;
  • c é o tempo de aplicação.

Em uma planilha do Excel

Conhecendo a fórmula, é possível fazer o cálculo de juros em uma planilha do Excel. Na prática, você informa os dados do Capital, taxa de juros e tempo de aplicação em 3 células diferentes.

Numa quarta célula você digita a fórmula que lhe informará o valor final: VF =(taxa; tempo de aplicação; capital).

Em uma calculadora financeira

Quem domina um pouco mais de matemática financeira consegue calcular os juros em uma calculadora financeira da seguinte forma:

Inserindo o valor inicial + CHS + PV: O botão “CHS” serve para deixar o valor negativo. Já o “PV” é para informar que esse é o valor inicial.

Depois digitando a taxa de juros e pressionando “i”. Em seguida, inserindo o prazo e teclando “n”. E finalmente clicando em FV.

Sim… Nós sabemos que isso parece bastante complicado. Especialmente pra você, que já tem muitas outras coisas pra se preocupar.

Mas e se a gente te dissesse que você pode ter a tranquilidade de vender parcelado sem precisar ficar fazendo contas complicadas e, principalmente, sem levar calote?

Em seu celular

Com o PagueVeloz você pode fazer uma simulação da compra com o cartão e transferir ao cliente os custos da operação, inclusive do parcelamento.

Você pode simular o número de parcelas, o valor que o cliente irá pagar ou o valor que você irá receber no final da transação. O cálculo de juros é feito automaticamente.

Seu cliente também terá vantagens, pois ficará à vontade para escolher qual é a opção mais conveniente. Independente do que ele escolher, você tem a possibilidade de receber o dinheiro antecipadamente.

Clique aqui e saiba como!

Ebook conta de pagamento