débitos em atraso
Venda parcelada pode ser a solução para o cliente que está com débitos em atraso
10/12/2018
licenciamento 2019
Licenciamento 2019: como garantir bons negócios para o seu despachante?
24/12/2018

Dicas essenciais para você controlar o orçamento e progredir em 2019

controlar o orçamento

Controlar todos os ganhos e gastos mensais, economizar e manter uma reserva financeira são atitudes essenciais para manter a vida financeira em dia.

Planejar o orçamento e geri-lo mês a mês são atitudes que você precisa desenvolver para controlar o orçamento e fazer o seu dinheiro render.

E esse conselho vale tanto para a vida pessoal quanto para o financeiro da empresa.

Do contrário manter um orçamento equilibrado e se manter longe do endividamento pode ser bem difícil. E começar o novo ano com esse perrengue é o que ninguém quer, não é mesmo?

Portanto, para controlar o orçamento e encarar esse desafio com segurança, faça da organização um hábito e tenha como aliadas as dicas a seguir:

Controle todos os ganhos e gastos mensais

Para controlar o orçamento é fundamental conhecer tudo o que entra e sai do seu bolso. Afinal, você precisa saber com precisão para onde o seu dinheiro está indo, se quiser fazer o seu planejamento funcionar.

Portanto, se você ainda não faz, comece a anotar todos os ganhos e gastos mensais em uma planilha. Incluindo o que é fixo e aquilo que é variável.

Para facilitar, você pode usar uma plataforma virtual ou um aplicativo para fazer isso com mais precisão e agilidade. Fazendo isso, fica muito mais fácil saber onde dá para cortar gastos, economizar e quando dá para investir.

Acabe com as suas dívidas

Antes de começar a pensar em fazer o dinheiro render, é preciso acabar com as dívidas. Concentrar-se neste ponto é muito importante, sobretudo porque uma bola de neve feita de juros e contas à pagar pode acabar com qualquer orçamento.

Então, a primeira coisa que você tem a fazer é listar tudo o que você deve e para quem.

Depois, a recomendação é que você obtenha o valor atual da sua dívida, incluindo os juros que você está pagando. Para começar a pagar, estabeleça prioridades, dando preferência para as dívidas mais expressivas.

Corte os gastos que não tem sentido

As compras por impulso costumam consumir boa parte do orçamento. Como consequência o dinheiro vai por água abaixo, você adia o desejo de economizar e até de investir o seu dinheiro.

Portanto, pense antes de comprar, analisando se você realmente precisa do produto e se a compra não vai interferir no seu orçamento.

Economizar o máximo possível e cortar gastos desnecessários também é essencial. Não tenha dó de cortar o que você não usa ou abrir mão de alguns excessos.

Tenha uma reserva para emergências

Quando a grana está curta, pensar em guardar uma reserva pode parecer impossível. Mas, você não precisa ser radical, na verdade, guardar 10% do que você ganha já é o suficiente.

E para fazer o dinheiro render ainda mais, investir no futuro, em algum lugar que não seja a poupança, pode valer muito a pena.

Porém, antes de se aventurar por esses caminhos, é importante que você procure a ajuda de um consultor financeiro. Do contrário, o que era para ser positivo pode abrir um rombo no seu orçamento.

Estabeleça objetivos financeiros

O planejamento é algo que deve andar de mãos dadas com o controle financeiro. E para ter tranquilidade na hora de cuidar do seu dinheiro, nada melhor que estabelecer metas, a curto, médio e longo prazos.

Lembre-se também de ser disciplinado. Mês a mês você precisa anotar e respeitar aquilo que foi estabelecido no orçamento. Qualquer deslize nessa hora pode dar margem para que todo o esforço seja desperdiçado.

Para finalizar, lembre-se que saber controlar o orçamento deve se tornar um hábito. Quanto mais praticar, mais simples será e mais equilibradas serão as suas finanças.

Esperamos que depois dessas dicas a tarefa de controlar o orçamento fique mais fácil pra você. Ainda assim, tem dúvidas sobre o assunto? Deixe o seu comentário para que possamos continuar a nossa conversa.