o que é mvp
O que é MVP e como ele pode ajudar em seu novo negócio
16/12/2019
como ser o melhor
Como ser o melhor no que você faz
27/01/2020

Você já faz integração de sistemas em sua empresa?

integração de sistemas

Você tem um pequeno negócio e acha que integrar sistemas é coisa de empresa grande? Então você precisa saber mais sobre o assunto.

Talvez você ainda não tenha se dado conta, mas integração de sistemas e aplicativos já se tornou algo comum no dia a dia das pessoas e das empresas. Inclusive na sua rotina, caro leitor.

Toda vez que você autoriza um aplicativo do seu smartphone a utilizar informações de outro, houve uma integração. O calendário que registra informações do aplicativo de viagens, a rede social que posta a música que você está ouvindo, o aplicativo de carona que informa a localização no mapa.

As possibilidades são incontáveis. E essa é uma lógica que veio pra ficar, pois cai como uma luva na necessidade número um do mundo dos negócios hoje em dia: facilitar a vida dos usuários.

Esta realidade não pode ser negada. Smartphones promovem uma mobilidade presente cada vez mais na vida de todos.

E ela também tem a ver com outro termo que você já deve ter ouvido muito ultimamente: transformação digital. Um termo que tem tudo a ver com o mundo corporativo do qual você também faz parte, não importa o tamanho do seu negócio.

Muita gente tem se dedicado a desenvolver aplicativos para resolver muitos dos seus problemas, cuidando com mais eficiência das operações de sua empresa, em especial nos setores administrativo e financeiro.

O básico da integração de sistemas

A palavra integração, dita em uma empresa assim de forma solta, fora de contexto, remete imediatamente a duas coisas bem distintas.

  • A primeira é a integração entre funcionários, aquela dinâmica de RH que visa acolher novos funcionários para que se sintam parte do time.
  • A segunda é a integração da qual falamos neste artigo. Mas note como ela tem crescido tanto, e tão rápido, que talvez até já tenha superado o primeiro sentido.

No dicionário, integrar é tornar algo íntegro, inteiro, completo. No caso de uma pessoa, integridade é a qualidade de possuir todas as qualidades que se espera dela.

Já no caso de um alimento, como a farinha integral, por exemplo, significa que houve um mínimo de processamento, a fim de manter todas as partes nutritivas da planta.

Mas o que isso tem a ver com integração de sistemas e aplicativos? Sinceramente, quase nada. Exceto o fato de que o sentido é parecido.

Sistemas integrados são aqueles que funcionam como partes de um todo. Ou que funcionam melhor quando usados juntos.

Toda integração pode ser feita unilateralmente ou bilateralmente. Isso significa que alguns sistemas e aplicativos só enviam informações ou só recebem informações. É o caso do BI (Business Intelligence, por exemplo). Outros podem enviar e receber informações ao mesmo tempo, de forma automática ou manual.

Por que fazer integração de sistemas em minha empresa?

A ideia de integração de sistemas parece muito sofisticada para um pequeno negócio, como um comércio, uma empresa como a sua?

Provavelmente você tem essa visão porque as coisas realmente já foram assim. Mas a rápida evolução tecnológica mudou bastante as coisas.

Antes, sistemas integrados eram coisa de multinacional. Hoje você consegue resolver tudo pelo celular. E com isso você pode conquistar excelentes oportunidades de negócios, além de ótimos resultados.

Para empresas de pequeno porte, o maior benefício da integração de sistemas é a organização da gestão do negócio, descomplicando todos os processos.

Os sistemas e aplicativos corporativos servem às mais diversas finalidades, mas todos eles possuem algumas características em comum:

  • registro de dados de e para funcionários e clientes, em tempo real;
  • ferramentas para otimizar as rotinas, agilizando processos e aumentando a produtividade;
  • geração de relatórios personalizáveis para análise dos dados registrados, criando novas oportunidades;
  • se utilizados da forma correta, podem ser uma grande vantagem competitiva perante a concorrência.

Os desenvolvedores de sistemas notaram que a integração seria um ótimo caminho para que todos saíssem ganhando, principalmente os clientes.

Por isso está cada vez mais fácil integrar, pois a maioria das ferramentas está na nuvem. Fazê-las trabalharem juntas, em geral, depende apenas de alguns cliques.

Em que exatamente a integração de sistemas facilita?

A tecnologia torna mais fáceis as rotinas e processos dos mais diversos setores de uma empresa.

Em última análise, apesar de ser um recurso tecnológico e trabalhar primordialmente com dados, sua maior vantagem é proporcionar um maior alinhamento entre pessoas.

Para que isso aconteça, no entanto, você não pode se deslumbrar com a quantidade de ferramentas existente do mercado, sejam sistemas ou aplicativos. Lembre-se que ferramentas, assim como as ferramentas clássicas da carpintaria, por exemplo, são só recursos para ajudar você a executar bem seu trabalho.

Você não deve prestar atenção na ferramenta, e sim no seu trabalho. Aliás, uma boa ferramenta funciona exatamente desta maneira: ela existe para que você não precise se preocupar com ela, para tornar sua vida mais fácil.

Por isso, não saia por aí adquirindo toda e qualquer ferramenta que aparece. Estude minimamente as suas necessidades antes de fazer suas escolhas!

Um pequeno glossário

Listamos abaixo as três siglas mais utilizadas quando o assunto é integração de sistemas, e explicamos mais algumas coisinhas para você que está começando agora a se inteirar sobre o assunto.

CRM – significa Customer Relationship Management (Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente). Hoje em dia ele é muito mais que um software, tendo se tornado uma peça-chave dentro das empresas.

Ele envolve diversos setores e define até mesmo a cultura da empresa, ao menos na forma como ela lida com o cliente. Qualquer aplicativo que seja integrado ao CRM deve estar intimamente ligado à melhoria da experiência do cliente.

ERP – é a sigla de Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa). É um dos tipos de software de gestão mais utilizado por todos os tipos e portes de empresas.

Todas as operações internas são controladas pelo ERP, tornando-o muitas vezes a primeira opção a ser adotada. É comum que ele seja implementado como sistema centralizador, sendo posteriormente adicionados aplicativos especializados, como formas de pagamento, por exemplo.

API – É um protocolo de comunicação entre aplicativos. É através dele, por exemplo, que uma mudança de status de lead para cliente em seu CRM faça com que ele seja automaticamente adicionado em uma planilha, ou uma ação específica seja o gatilho para o disparo de um e-mail.

As integrações possibilitadas por APIs são tarefas para desenvolvedores de alto nível, e de diversas especialidades. Mas resultam em ferramentas muito fáceis de usar! Existem várias aplicações prontas para o uso disponíveis.

Existem diversas outras categorias de sistemas, mais especializadas como TMS (Sistemas de Gerenciamento de Transporte) e WMS (Sistemas de Gestão de Estoque), que também podem tirar proveito da integração com outros sistemas ou aplicativos.

Mas, por ora, o que você precisa saber é o básico. A PagueVeloz também oferece uma opção de integração. Se você não quer usar a nossa plataforma, mas quer aproveitar as vantagens dos nossos serviços, pode integrar nosso meio de cobrança em seu sistema! Saiba mais.