fraudes em compras e pagamentos
10 dicas para evitar golpes e fraudes em compras e pagamentos
21/09/2020
antecipação de recebíveis
Como fazer o parcelamento de vendas e a antecipação de recebíveis?
19/10/2020

Como o Pix vai impactar na forma de pagamento em todos os negócios?

A mais nova forma de pagamento instantâneo criada pelo Banco Central, o Pix, vem com a promessa de facilitar a vida de pessoas e empresas. Mas o que ainda não está tão claro é como ele vai impactar, positivamente, os negócios.

No mês de novembro, uma inovadora forma de pagamento entra no mercado brasileiro, o Pix. Sobre este assunto, já até escrevemos um artigo explicando (clique aqui para ler). Uma busca simples na internet aponta inúmeras vantagens de usar essa nova ferramenta.

Mas há uma questão que ainda parece não ter sido tão claramente respondida: como um empreendedor se beneficiará pelo uso do Pix? Será que é realmente vantajoso – como se apresenta – ou trará algumas desvantagens naquelas “letrinhas miúdas” dos contratos?

É isso que vamos mostrar agora pra você. Boa leitura!

O que é o Pix?

O Pix é um sistema de pagamentos instantâneos que tem o intuito de facilitar a realização de transferências financeiras entre contas de bancos diferentes, também permitindo pagamento de boletos, recolhimento de impostos, tributos, taxas de serviços, entre outros.

Seu grande diferencial em relação às outras formas de transação bancária (DOC, TED, depósito, etc.) é justamente a rapidez e a disponibilidade. Rapidez: o dinheiro cairá na hora, em questões de segundos, na conta do recebedor. Disponibilidade: ao contrário de outros serviços bancários, o Pix estará disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive feriados.

As chaves de identificação

Toda conta bancária ou conta digital será identificada por uma “chave” ou “apelido”, que poderá ser um CPF, CNPJ, e-mail, telefone. Assim, para que alguém faça uma transferência nessa conta, bastará informar esse “apelido” e a transação será autorizada.

Com as regras atuais, pessoa física poderá ter até (no máximo) 5 chaves por conta. Exemplo:

Conta 0000-X

Pessoa jurídica, por sua vez, poderá ter até 20 chaves por conta.

Chave aleatória

E se você precisar receber um dinheiro, mas não quiser passar ao pagador nenhum dado pessoal? Será possível gerar uma chave aleatória que conterá letras e símbolos criados aleatoriamente. Cada usuário poderá ter uma chave aleatória (que não trará qualquer dado pessoal). Essa mesma chave poderá ser repassada a mais de uma pessoa/cliente. Lembre que se for gerar uma segunda chave aleatória, a primeira é automaticamente apagada.

Acessível a pessoas físicas e jurídicas

Pessoas físicas (CPF) e empresas (CNPJ) poderão usar o Pix, desde que tenham uma conta em um banco ou em uma fintech, como a PagueVeloz. Tendo a conta, elas precisarão apenas se cadastrar e registrar uma “chave” junto à instituição (onde a conta é vinculada).

Se tiver interesse, já pode fazer seu cadastro neste link.

Como o empreendedor se beneficiará?

O Pix será bom para todo tipo de empresa, das grandes redes, como supermercados e farmácias, aos pequenos negócios, padarias, salões de beleza, oficinas, mercearias e afins. Separamos, abaixo, 4 situações em que o Pix será um parceiro do empreendedor.

1. Recurso para repor o estoque

Pense no seguinte cenário: você tem uma loja de materiais de construção e teve um excelente mês de vendas. Vendeu 80% dos tijolos, a metade dos cimentos, enfim, foi sensacional. É fato que os pagamentos feitos pelos seus clientes acabarão caindo dias ou até semanas depois da venda. No entanto, o estoque precisa ser refeito.

E aí, como equacionar essa conta?

Com o Pix, isso acabou! Você vendeu, o cliente pagou, o dinheiro já vai pra sua conta.

2. Melhor fluxo de caixa

Outra vantagem da empresa receber via Pix está no fato de que a transação poderá ser feita a qualquer hora do dia, qualquer dia da semana, e tudo isso com tarifas muito mais vantajosas do que as que hoje são praticadas no mercado no cartão de débito ou boleto. Isso facilitará a vida do empreendedor na hora de fazer os cálculos do seu fluxo de caixa.

3. Pagando fornecedores

Com o Pix, você poderá pagar os fornecedores de maneira muito mais simplificada. Neste caso, bastará digitar a “chave” que ele passou e efetuar o pagamento – processo que antes exigiria preenchimento de vários dados, como conta, agência, CNPJ, etc.

4. Mais dinheiro na conta

Como já falamos, as tarifas do Pix serão muito mais vantajosas. Portanto, dependendo do volume de transações que sua empresa faz, hoje ela paga uma “grana” aos Bancos. Usando essa nova forma de pagamento, certamente esse montante será menor e, se você gastar menos em tarifas, isso representará mais dinheiro na sua conta.

Ponto de atenção

Um cuidado que todos deverão tomar: como a transação será processada em tempo real, sem intermediários, se você confirmar o pagamento a uma pessoa/instituição errada, o dinheiro já vai ter caído na referida conta. Então, o estorno dependerá de uma negociação direta entre o depositante e o dono da conta beneficiada. Para evitar isso, confira bem a chave que está indicando na transação.

Pix: facilitando vidas

“O Pix parece bom demais pra ser verdade”, dizem alguns. Mas pode ficar sossegado: esse meio de pagamento veio mesmo para revolucionar o modo como pagamos e recebemos dinheiro, e facilitar a vida de clientes e empresas, sem pegadinhas ou “letrinhas miúdas” que acabariam complicando mais do que ajudando.

Assim como a PagueVeloz, o “Pix nasceu para agilizar e facilitar a vida das pessoas”!