como otimizar o capital de giro
Aprenda como otimizar o capital de giro no seu despachante
05/11/2018
solução de pagamento
Como uma solução de pagamento pode ajudar a alavancar as vendas no Natal
19/11/2018

3 dicas essenciais para o planejamento financeiro de pequenas empresas

planejamento financeiro

Gerir as finanças da empresa é uma tarefa indispensável para a condução dos negócios. No entanto, é um dos grandes desafios para o pequeno empreendedor.

Em meio a uma rotina atribulada e cheia de afazeres o pequeno empreendedor nem sempre costuma colocar o planejamento financeiro no topo das suas prioridades.

No entanto, a falta destes controles pode gerar muitas dificuldades, especialmente, quando a economia exige dele um fôlego extra.

Para evitar problemas é preciso controlar com eficiência a saúde financeira da empresa. E isso é somente possível com objetivos, projeções e estratégias bem definidas.

Pensando em te ajudar, a lista abaixo traz o que você precisa para começar a se organizar e possa executar o planejamento financeiro da forma desejada.

3 práticas que não podem faltar no seu planejamento financeiro

Planejar e controlar as finanças da empresa não precisa ser algo complicado. Basta ter um pouco de disciplina e aprender a lidar com as contas da empresa.

Nessa dinâmica, é preciso saber por onde começar. Prepare, portanto, o seu terreno e dê um passo adiante para conhecer três dos elementos que não podem fugir do seu controle:

Acompanhe a entrada e a saída de dinheiro

Para não perder o caixa da empresa de vista é preciso estabelecer controles para entender tudo o que entra, classificar as saídas e saber exatamente onde o dinheiro está sendo gasto.

Para isso, gerir o fluxo de caixa é essencial. É essa ferramenta que vai possibilitar acompanhar toda essa movimentação e permitir que você tenha uma visão exata da sua situação financeira.

Mas, não basta anotar todos os dados. É preciso fazer com que essa tarefa se torne um hábito, e seja atualizada e monitorada com frequência.

Nessa realidade é importante acompanhar o momento presente, mas também, fazer projeções das entradas e saídas de recursos da empresa.

Sobretudo para entender se a empresa está progredindo nos seus números ou regredindo. E se este for o caso, conseguir antever problemas futuros, buscando alternativas para ganhar fôlego.

Se dedique para manter uma reserva

Conduzir as finanças da empresa de forma tranquila e alcançar o sucesso é um desejo de qualquer empreendedor. Pois saiba que o capital de giro é um dos grandes responsáveis por viabilizar essa situação.

Ele é peça fundamental no planejamento financeiro de uma empresa. Capaz de sustentar a continuidade das suas operações e oferecer recursos para que ela possa honrar com os seus compromissos, sejam eles as vendas parceladas, o pagamento dos fornecedores, os estoques e todos os custos e despesas.

Para isso, é importante que uma reserva seja mantida, caso contrário, a empresa ficará sem saldo rapidinho. Portanto, além de ter esse recurso extra no caixa, é preciso saber administrá-lo, entendendo que ele só deve ser usado para honrar compromissos imediatos ou para tirar você de algum sufoco que apareceu de última hora.

Adote medidas para reduzir os custos

Cortar gastos é outra tarefa crucial para quem deseja levar o planejamento financeiro a sério.

Afinal, ao fazer essa economia é possível garantir mais dinheiro em caixa e investir em soluções que permitam a empresa crescer.

Criar um orçamento pode facilitar o controle destes custos e ajudar a planejar o negócio como um todo. Uma vez que, ao fazer isso, fica mais fácil identificar despesas que não estavam previstas, analisar o que está dando certo e o que é preciso mudar no planejamento financeiro.

Para concluir

Além das questões citadas é importante que o pequeno empresário não cometa erros básicos. Por exemplo, não deve misturar as contas da empresa com a pessoal e precisa traçar um plano de ação.

Tendo objetivos claros em mente e uma visão exata da saúde financeira da empresa tudo se torna mais fácil. Você consegue reduzir os erros e ajustar a rota no decorrer do caminho, conduzindo o negócio com mais segurança e previsibilidade.

E você? Tem feito e acompanhado o planejamento financeiro da sua empresa? Divida com a gente quais são os seus maiores desafios e outras práticas que merecem ser compartilhadas. Deixe o seu comentário.