como organizar documentos no escritório
Aumente a produtividade no escritório começando a organizar documentos
05/08/2019
fidelizar os clientes do despachante
Como fidelizar os clientes do despachante veicular
02/09/2019

Quanto preciso vender para ter lucro?

vender para ter lucro

Abri a minha tão sonhada empresa, adquiri tudo o que era necessário e já conheço todos os meus custos. O que falta? Vender para lucrar. Mas quanto?

Pequena, média ou grande, toda empresa precisa lucrar para sobreviver. Uma dúvida comum aos empresários, principalmente nas fases iniciais do negócio, é “quanto preciso vender para ter lucro?”

A resposta depende de uma série de fatores internos e externos. Mas basicamente, como as operações de uma empresa geram custos, eles precisam ser cobertos. Isto se resolve com um bom controle das vendas.

Seu produto ou serviço precisa vender para ter lucro. Este é o fator crucial que irá garantir o pagamento de todos os processos envolvidos em sua operação.

Saiba como calcular quanto você precisa vender para ter lucro acompanhando os cálculos que descrevemos a seguir.

Ponto de equilíbrio

O primeiro passo é identificar o ponto de equilíbrio em seus processos gerenciais. Sua estratégia deve ser manter acima dele.

Mas o que é ponto de equilíbrio neste caso?

Também chamado de break-even point, ponto de ruptura ou ponto crítico, é o status onde o lucro da empresa é zero. Ou seja, é quando as vendas pagam as despesas, mas não avançam além disso.

Ponto de equilíbrio é o volume de vendas necessário para que a empresa consiga pagar seus custos sem ter prejuízo, mas sem lucro.

Obviamente, a ideia não é que não haja lucro. O objetivo é encontrar um parâmetro para medir a viabilidade da operação. Tudo o que estiver acima do ponto de equilíbrio é viável.

Este princípio pode ser aplicado nos contextos operacional, financeiro ou econômico.

Ponto de equilíbrio operacional

Quando tratamos do ponto de equilíbrio operacional, a quantidade vendida deve ter como resultado um volume de igual valor aos custos de despesas em geral. Somam-se as fixas e variáveis.

Sabendo que o ponto de equilíbrio operacional não considera despesas financeiras em sua equação, ele é calculado da seguinte forma:

Ponto de Equilíbrio Operacional = Custos Fixos Totais / Margem de Contribuição Unitária

Os custos fixos totais, nesse caso, são os estruturais, que mantêm a empresa operando e não sofrem variação de acordo com a demanda, como aluguel do escritório, por exemplo. A margem de contribuição unitária é o valor do produto ou serviço subtraindo a venda bruta por seus custos e despesas.

Sendo assim, uma empresa que paga R$ 2.000 por mês em custos operacionais fixos e tem uma margem de contribuição unitária de R$ 50, por exemplo, teria um ponto de equilíbrio operacional de 40 unidades. Isso significa que ela precisa vender para ter lucro uma quantidade acima de 40 produtos.

Ponto de equilíbrio financeiro

Diferentemente do operacional, o ponto de equilíbrio financeiro deixa de lado na equação os valores de depreciação que não representam o desembolso financeiro. A fórmula para o cálculo é a seguinte:

Ponto de Equilíbrio Financeiro = Custos Fixos Totais – Depreciação / Margem de Contribuição Unitária

Como o ponto de equilíbrio financeiro leva em conta o volume de receitas em relação ao de obrigações a serem pagas em determinado período, é preciso considerá-lo como um alerta para a empresa.

É necessário se manter confortavelmente acima desse valor para que a companhia possa vender para ter lucro. Estar em dia com suas obrigações financeiras evitará prejuízos com a depreciação.

Ponto de equilíbrio econômico

Para saber quanto é preciso vender para ter lucro na empresa de acordo com a classificação do ponto de equilíbrio econômico, utilizamos o conceito do custo de oportunidade.

Ele nada mais é do que a renda gerada a partir do investimento nesse empreendimento. Para identificar o valor, é preciso estabelecer um parâmetro com base nas oportunidades acessíveis ao negócio no momento (poupança, LCI ou até mesmo um custo a partir um lucro mínimo definido pela gestão).

O cálculo do ponto de equilíbrio econômico é feito da seguinte forma:

Ponto de Equilíbrio Econômico = Custos Fixos Totais + Margem de Custo de Oportunidade / Margem de Contribuição Unitária

Com um ponto de equilíbrio econômico, o indicador de alerta passa a ser em relação ao planejamento de seu empreendimento e como o modelo ou a esquematização de seu negócio está sendo guiado.

Embora seja possível operar sem ele, é preciso considerar que, em uma avaliação de investimento, um baixo custo de oportunidade significa uma baixa renda de investimento, o que pode acabar provocando prejuízo.

Vamos começar a vender para ter lucro?

Os cálculos apresentados acima são eficientes não só para determinar o quanto você precisa vender, mas também para alinhar os objetivos da sua equipe. Eles estabelecem uma meta comum que deve ser buscada por todos os funcionários.

Por isso é importante que você também faça um trabalho de conscientização sobre a importância das vendas para a saúde financeira da empresa. Isso inclui salários e benefícios.

Saber qual é o seu objetivo de vendas criará um ambiente livre de cobranças excessivas, e isso irá tornar tudo mais fácil!

Que tal já começar a arregaçar as mangas, colocar os números numa planilha e descobrir quanto você precisa vender para ter lucro? Se ficar com alguma dúvida no meio do processo, deixe-a nos comentários!